sexta-feira, 20 de outubro de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

# ANIMALEJO #
                                                                             
Gil Monteiro*

Animalejo é referido a um pequeno ser ou às ações brutas, malfazejas, por ele praticadas, aliadas a atividades mesquinhas; ditas por pessoas “miudinhas”!
O conceito de animal minúsculo leva a pensar na origem da vida e da evolução dos entes, desde os microscópios aos mastodontes, das baleias aos elefantes. As neociências serão capazes de ressuscitar os mamutes fósseis da ásia?! Há quem pense o impossível! Basta conhecer o ADN fóssil? Novos e importantes conhecimentos estão sempre a surgir...
As leis da vida serão, cada vez mais, tidas como mistérios. Assim, no matutar do profundo supor: (Como fomos criados e como será o “amanhã”?) Não temos uma filosofia ou políticas completas para responder aos inquietos pensamentos. É necessário não perder a esperança e acatar as descobertas, de melhores dados científicos, para tranquilizar as crenças naturais, tidas ou prognosticadas.
Somos eternos?! Sim, Senhor do Céu. A seguir ao destino terrestre, teremos o tempo da alma. Deus não é vingativo: não extermina os espíritos impuros pelo fogo do “Inferno”, pois, além do mais, são imateriais!
No juízo final último haverá a compaixão divina. Jesus Cristo teve vida terrena e passou pelos perigos dos falsos juízos dos humanos, bons e maus; o portar-se mal tem numerosos significados. O que é ser um justo?!
No materialismo existe a tendência, conforme as doutrinas, da defesa dos assuntos naturais, tanto sociais como mentais. Deus foi apenas o Criador para as substâncias se transformarem! E os milagres?!
 Interpretação da filosofia materialista ou lógica:
Deus, o primeiro motor, após o ato da criação, deixa de interferir no material cósmico; as partículas seguem os caminhos programados, nos inícios dos princípios. No final do Big - Bang, que terá dado a formação do Universo, restará a matéria cósmica, ficaram as almas e os tipos de energias iónicas e a morte: o que será falso! As nossas caveiras podem durar milhões de anos, mesmo sem serem fossilizadas. É o fim de um ciclo.
Simplificando: as galáxias, surgidas na explosão do Big-Bang, ficarão inertes --- evolução dos elementos atómicos, sem contar com a reconversão da matéria biótica.
Somos marionetas? Não. O materialismo, mesmo dialético, tem a religião, desde o berço até à libertação da alma, nas formas das diversas expressões terrenas e celestiais.
Entre o Bem e o Mal as leis são usadas.
A Filosofia não é uma ciência, ainda que conheça as suas leis e interprete o desenvolvimento intelectual, e conheça os tipos de políticas e religiões.
Uma tribo africana ou de índios americanos têm as suas crenças e os seus rituais.
Mesmo como jargão, torna-se necessário a velha lei de Lamarck: “A função faz o órgão”.

Porto, 10 de outubro de 2017

*José Gil Correia Monteiro

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

Um pesadelo horrendo

Por Antunes Ferreira

Foi dum pesadelo, a depressão bipolar, que consegui sair e quase não acredito que bastou um clique para aparecer a recaída e outro clique para recomeçar a viver… Sejamos claros: durante quase um ano em Lisboa e Goa e de novo em Lisboa fui uma pedra de basalto sem ligar ao que se passava à minha volta, à minha família, às minhas Amigas e aos meus Amigos que sempre, mas sempre! me empurraram para um caminho ressuscitado. Nunca lhes poderei agradecer.
Mas mesmo assim faço-o do fundo do coração, sabendo que nada valho, intercalado com um muito obrigado. A vida é madrasta e não há rosas sem espinhos, nem semente semeada que dará em tempo oportuno o fruto da felicidade. Porém quase um ano não a consegui desatar de um silêncio desumano, marmóreo e tumular.
Donde quero uma vez mais sublinhar os resultados que consegui alcançar e chegar aos objectivos mais consentâneos e resumidos no que o povo diz – esta vida são dois. Contudo o ano horribilis durou pelas minhas contas 303 dias. Um tsunami bipolar é mais do que descer aos infernos sem saber que os podia deitar fora pela janela aberta da felicidade e da euforia que queria voltar a desfrutar.
Perdoem-se leitores este desabafo que é mais confissão; embora não tenham sido parte duma dor que senti na pele e na carne que não me era possível sair desse nevoeiro sem cavalo branco nem sebastião, sempre estiveram comigo nas horas mais más. Repito: a vida é madrasta e o contar dos dias desanimados e trucidados por mor de uma maleita indiscritível é uma vereda negra que nos amarga os meses ´perdidos dum calendário também perdido e lancinante.

Hoje fico-me por aqui na companhia duma Grande Mulher de nome Raquel que me acompanhou como sempre me acompanha nos dias mais ácidos duma doença que nos tira o amor à Vida. Depois no sábado virão os filhos e as filhas/noras e os netos e a neta que são para mim os melhores do Mundo. Do Mundo? Do universo sem buracos negros nem cassiopeias mas estrelas brilhantes que nos dão o alento para alcançar o objectivo mais ansiado - viver.


Temos o HAF de volta.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

TRAGÉDIA

Não há palavras para além das já ditas e escritas para para descrever o horror dos incêndios em Portugal, que as tvs nos vão mostrando.
Quem não se sente deprimido, mesmo não tendo sido, directa ou indirectamente, atingido por esta catástrofe? 

sábado, 14 de outubro de 2017

EFEMÉRIDES

Neste dia, 






em 1927, nasce Roger Moore, actor britânico






em 1959, morre Errol Flynn, actor britânico





em 1977, morre Bing Crosby, actor norte-americano






em 2009, morre Al Martino, cançonetista norte-americano (outras fontes registam o dia 13)

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

MÚSICAS

.
.
.


EFEMÉRIDES

Neste dia,





em 1921, nasce Yves Montand, cançonetista francês de origem italiana







em 1941, nasce Paul Simon,  músico norte-americano

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

EFEMÉRIDES

Neste dia,






em 1935, nasce Luciano Pavarotti, cantor italiano







em 2002, morre Ray Conniff, músico norte-americano


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

FITAS E REALIDADES


.
.





Parece que vamos ter um duelo entre o Rui e o Pedro, ao pôr do Sol

terça-feira, 10 de outubro de 2017

CATALUNHA

Em que ficamos? Parece que Carles Puigdmont recuou uns largos passos, pedindo que o agarrem se não foge. E agora, senhor Carles?

FILMES E MÚSICAS



I love you baby - The Deer Hunter (O Caçador)

BOLAS À TRAVE

Pronto, o Fernando Santinhos teve a desejada prenda de aniversário: os "seus rapazes" ganharam à equipa suíça e para o ano estão no Campeonato Mundial na Rússia.
Parabéns! 

EFEMÉRIDES

Neste dia,





em 1813, nasce Giuseppe Verdi, compositor italiano




em 1985, morre Orson Welles, actor e realizador norte-americano





em 2004, morre Christopher Reeve, actor norte-americano

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

EFEMÉRIDES

.
.
.
.



CheHigh.jpg





Em 9 de Outubro de 1967, Che Guevara é assassinado na Bolívia 

terça-feira, 3 de outubro de 2017

CONTRTIBUTOS EXTERNOS

C0ELHO JUVENIL

                                                                              Gil Monteiro* 

Big-Bang causou a formação do Universo
E o reino das fadas do Nosso Céu.
Na evolução de milhões de anos, apareceu a bicharada,
Assim nasceu o Coelhito da boa fada:
Orelhas grandes, rabo curto, mas muito arguto.
  Virou a ser corredor, patas traseiras compridas,
Dianteiras a afocinhar, e com os manos para brincar!
Cabriolar era perito, saltava nas ervas, era um cabrito.
Corpo mimoso de pelo branco a brilhar,
Tentava cofiar, mesmo à noite ao luar!
Era o zé-pagode, entre cinco irmãos.
 Bigode de rei, batendo o record nos saltos longos,
Tinha direito a palmas da avó, uma chata.
Na lagoa, observou o barco do feiticeiro,
Correu, pulou para lá chegar primeiro!
Houve festança. Até nos pais despertou os risos.
O arraial teve estrelas e luzes de pirilampos,
Foguetório, e gaios a voar do ninho.
Quando os insetos deixaram de luzir
A festa estava no ponto de se extinguir.
 
* José Gil Correia Monteiro                                                                        
  Porto, 20/7/17                                       

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

EFEMÉRIDES

Neste dia,





em 1912, nasce Michellangelo Antonioni, realizador italiano





em 2011, morre Tony Curtis, actor norte-americano

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

  GOLFINHOS  

                                                                          Gil Monteiro

São animais muito inteligentes. São meigos e sociais. Brincam com os adultos e com as crianças. Mostram um focinho alongado, parecendo fazer beicinhos, quando brincam. Vivem em grupos. Colaboram tanto na caça como nas atividades aquáticas. Os roazes são parentes próximos, de focinhos mais curtos e mais escuros, onde a boca baixa é mesquinha e também pequena. São muito vorazes.
Os golfinhos, cetáceos espertos, foram utilizados na 2ª guerra mundial como materiais mortíferos, contra as marinhas inimigas. Eram carregados, com bombas, nos combates, principalmente aos submarinos. Foram os primeiros terroristas aquáticos, nos ataques aos cascos de aço dos navios.
Pobres seres! Tão bonitos, capazes de conviverem com os humanos, e tão mal tratados!?
Num naufrágio, um sobrevivente foi salvo, graças à sagacidade de um golfinho, que o arrastou para a praia de areia seca! No regresso ao mar alto saltou, bateu as barbatanas, e disse adeus ao marinheiro, livre de perigo!... O ato tem o seu encantamento!
Tive o privilégio de ser contemplado com o nome mareante golfinho, na primeira passagem da linha do Equador de barco de passageiros. Fui julgado, e sofri tropelias do arco- da- velha. Mas, tive no final um lindo diploma de “nascimento”, com um risonho desenho do animal na capa, e colorido! Passei a ter o cognome de um ser marinho simpático. Alcunha dada no final do julgamento, na linha mágica do Equador!
Aprecio, mas não gosto de tatuagens, mas uma pequena, feita no pé direito, a cores aceitava-a com prazer, do animal mais fino do Mundo!...
Não tardam os dias que as pessoas serão todas tatuadas, inclusive no rosto e mãos. Entretanto, os chips via Internet, já vão sendo gravados na derme e epiderme! Mesmo impressos, os cetáceos dão sorte e ventura.
São de vida limpa e não agressivos.
Nas idas aos zoos marinhos assistimos a espetáculos encantadores desses animais: cabriolas, saltos, meiguices aos tratadores, nadarem de cauda de pé, e darem beijinhos aos assistentes da volta das piscinas, principalmente às crianças!... Vê-los a saltar, para apanharem peixes atirados, é melhor que ir ao circo, onde as feras estão em extinção (!), restando os cavalos, cães e alguns gatos (grandes saltadores).
Os golfinhos são maravilhosos, asseados e dóceis. Apenas os cordeirinhos se assemelham nas meiguices e cooperam nos afagos!
Ser pastor de anhos, nos lameiros e montes, é uma beleza e uma arte. Os atos fornecidos e recebidos são encantadores. Alguns jovens, mesmo com cursos superiores, estão a procurar as serras e as charnecas para vivem, e serem pastore e agricultores!...

José Gil Correia Monteiro



MÚSICAS COM DANÇAS...


...ao som da sanfona.

EFEMÉRIDES

Neste dia, 




Caravaggio - Cena in Emmaus.jpg



em 1573, nasce Michelangelo Caravaggio, pintor italiano






em 2003, morre Elia Kazan, realizador norte-americano

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

EFEMÉRIDES




Neste dia,



Edgar Degas - Dance Class at the Opera, rue Le Peletier


em 1917. morre Edgar Degas, pintor francês





em 2012, morre Herbert Lom, actor norte-americano

terça-feira, 26 de setembro de 2017

EFEMÉRIDES

Neste dia,







em 1898, nasce George Gershwin, compositor norte-americano




em 1945, nasce Gal Costa, cançonetista brasileira

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

EFEMÉRIDES

Neste dia, em 1906, nasce Dmiti Shostakovich, compositor russo